06/01/2011

NÃO!!

Não descansarão os meus verso,
mesmo na almofada do esquecimento.

Sem comentários: