23/04/2011

Alquimistas explosivos

Experiências falhadas pelo cientista,
provam que a observação não foi bem feita, 
como tudo na vida, observar é preciso, 
adquirir o poder de conseguir transmitir aquilo que se esta a sentir,
sem poder se quer fingir....

Dizer: 
"Eu não vi";
Fugir da realidade que não se quis ser a sua , mas...que foi.
Retratado em mau estado sem se ter estado se quer,
num estado lastimoso,  não podendo repetir novamente a experiência após rever todos os erros observados durante a fúria louca de obter ....
Na primeira ...
Ou últimas, que fez meus olhos olharem diferentes, distantes, dilacerantes ante ti, que és minha e sempre o serás.... 
Ou talvez, somente um dia, uma noite... 
Seria feliz só por uns segundos....
Vidas ofuscadas, desidratadas sem querer. 
Aaiiii.!!!... Tic... Tac...Tic...
Mas chove novamente... Água ... Teu beber... 
Palavras emprestadas... Partilhadas... Vidas cruzadas...

Chove intensamente, tão intensamente que logo o céu brilhará novamente com um sol radioso que aquecerá as almas de cientistas loucos de tanto quererem tal como alquimistas descobrir a fórmula do amor eterno...

Tic.....Tac....Tic....Tac....

Segundos que transformar-se-iam numa infinita felicidade que jamais outro ser provou em sua existência...
Segundos que podem tornar-se, sem tempo... 
Infinitos...
No tempo intemporal, onde cada um esquece a sua própria existência na entrega plena ao outro que um dia por químicas desconhecidas, transformaram em físicas energéticas de um pequeno universo...
...Pequeno Grande Universo...

Minha alma!
Que entrego! Aos Deuses do Éden onde quero viver a eterna felicidade ao teu lado!

3 comentários:

Alberto RCorreia disse...

Eis a prova de como uma pequena brincadeira de um desafio pode dar um resultado interessante ou mesmo engraçado.

Alberto RCorreia disse...

Eis a prova de como uma pequena brincadeira de um desafio pode dar um resultado interessante ou mesmo engraçado.

sophie disse...

:)

Gostei... Muito!!!