13/10/2011

Sucumbo na tua essência

O orgulho do meu corpo,
hoje teme ser esquecido,
os meus gritos são afogados em palavras que nunca direi...
o destino colocou-te outra vez frente a mim e simplesmente arrancou-me da tua vida a solidão,
é triste chorar por passados que nunca irão ser,
é triste recordar quem nunca fui,
Sim...
Foi culpa minha, um erro que me obrigou, rasgou e arrastou por entre a melancolia, 
eu fugi de mim.
O amor é arrependimento amargo que nos leva em doce ternura....
E não existe arma para o destruir.
Apagaram-se as mentiras em taças transbordadas de lágrimas, 
mas nunca esquecer... a vida.
Seria mais fácil sonhar e dormir debaixo do mar para o resto da eternidade,
mas nos cumes das montanhas é que estão os tesouros mais belos,
conquistas...


Mas no final
fecho os olhos 
acalmo a minha respiração 
sucumbo na tua essência... 
E nada, mas nada vai
ser esquecido.

3 comentários:

desenhos ao vento disse...

http://youtu.be/rEXhAMtbaec

Fátima disse...

Oi Jonh,

É tudo tão verdade... e essa frase em especial me cativou "...O amor é arrependimento amargo que nos leva em doce ternura..."

Beijo meu

ontheroad disse...

"...é triste chorar por passados que nunca irão ser,
é triste recordar quem nunca fui..."
n sei como consegues... mas k toca ca dentro la isso toca... :)